10 de dezembro de 2016

Blusinhas super lindas e macacões maravilhosos: onde comprar?

Oi, gente! Essa postagem é mais uma daquelas onde dou dicas de onde comprar roupas maravilhosas e que estão super em alta. A loja que vou recomendar é uma já mencionada aqui no blog, ou seja, o negócio é tão bom, mas tão bom, que merece uma segunda recomendação. A FashionMia tem se tornado querida demais, não só pelas roupas super lindas e baratas, mas pela atenção no atendimento.

Hi people! This post is one of those where I give you tips of where to buy wonderful clothes that are super trend. The store I will recommend is one already mentioned here on the blog, in other words, the business is so good, but so good, that deserves a second recommendation. FashionMia has become too dear, not only for the super cute and cheap clothes, but for the attention in the service. 

Mas dessa vez vou voltar a atenção da publicação pras brusinhas MARAS e macacões super estilosos que tem na loja. Sério, um bafo atrás do outro.

But this time I will return the publication's attention to the WONDERFUL tops and super-stylish Jumpsuits they have in store

Vamos começas com as brusinhas maravilhosas que tem na FashionMia, nesse link você pode dar uma olhada em alguns  tem blusas para todos os gostos. Se você é mais esportiva, tem moletons super estilosos. Já se você é mais casual, tem blusinhas lindas trabalhadas na renda e na transparência. Se você prefere um estilo mais urbano, cardigãs listrados, blusas com recortes super modernos tem AOS MONTES lá.

Let's start with the wonderful Trendy Tops that have on FashionMia, in this link you can take a look at some have blouses for all styles. If you're more sporty, you have super-styled sweatshirts. Already if you are more casual, you have beautiful blouses worked on income and transparency. If you prefer a more urban style, striped cardigans, sweaters with super modern cutouts have TOO HILLS there.

Mas presta atenção, não é só isso que tem lá não. Pelo contrário, isso representa só uma pequena parte do que a FashionMia tem para nos oferecer. Agora a gente vai falar sobre um setor que eu adoro de paixão, que são os macacões. Até porque macacão é uma peça que eu amo muito devido a confortabilidade, estilo, e é claro, devido o fato das minhas famosas preferidas serem adeptas com força a essa peça. Nesse link aqui você pode dar uma olhada no que eu tô te falando, tem estampas e recortes e comprimentos para todos os gostos. Tem macacão pra todas as idades. 

But pay attention, that's not all you can find there. On the contrary, this represents only a small part of what FashionMia has to offer us. Now we are going to talk about a sector that I love with passion, which are the Casual Jumpsuits. Even because Jumpsuits are a piece that I love a lot because of the comfort, style, and of course, due to the fact that my famous favorites are strongly adept at this piece. In this link here you can take a look at what I'm talking about, it have prints and cutouts and lengths for all tastes. It has Jumpsuits for all ages.

Bom, finalizando… essas foram minhas dicas de hoje, se vocês gostaram, deixe-me saber, combinado? 

Well, finishing ... these were my tips today, if you liked, let me know, agreed?

Um beijo!

7 de dezembro de 2016

Fim de um capítulo


Por muito tempo andei questionando sobre aquele amor que não vem de pais, filhos ou irmãos, se ele realmente existe. É possível amar alguém de uma forma genuína sem que essa pessoa seja algum dos já citados? Depois de um longo tempo (sim, porque sou teimosa, eu batia o pé e dizia pra mim mesma que sim, o amor existe), desacreditei que alguém possa amar alguém de verdade. Essa coisa de amor é só pra te confundir, te fazer fraca, você não precisa amar ninguém que não tenha te dado a vida. Pensava eu. Mas hoje finalmente a ficha caiu.

O amor existe, e eu vi ele na turma da minha irmã que se formou no dia 26 do mês passado. Essa turma, composta por cerca de 30 alunos, mostrou pra mim e pra todo mundo que presenciou tal sintonia que existem sim pessoas carinhosas, compreensíveis, gentis, justas e amáveis. Vendo o amor que eles tem uns com os outros, a positividade que não apenas enche nossos corações, mas transborda, enchendo nossos olhos, coração e principalmente, nos enchendo de esperança.

Agora eu acredito no amor, sei que ainda existem pessoas que podem nos entender, que estarão do nosso lado se precisarmos, sei que toda essa turma um dia terá filhos, e que se forem metade do que são, todos a sua volta serão sortudos por os terem por perto. Acredito no amor principalmente porque tá doendo forte aqui no peito, mas ao mesmo tempo ele tá tranquilo, pois a minha irmã é uma pessoa abençoada demais da conta, pessoas maravilhosas continuarão aparecendo na vida dela por toda sua vida, e ela vai continuar acreditando no amor pra sempre, porque é isso que ela faz. Acreditar. Fazer acontecer. É assim que todo mundo deveria ser.

18 de novembro de 2016

O blog está às moscas

Gente do céu, sério, há dias venho pensando em algo pra escrever aqui, mas estou totalmente sem inspiração. Nada me vem a cabeça. Quando vem, eu não sei escrever. Desaprendi! Daí eu faço aqueles rituais pra tentar encontrar inspiração, como meio copo americano com café, deitada no sofá, sozinha em casa, com o notebook no colo, mas quando me dou conta tô no facebook ou assistindo mais um episódio da nova temporada de Scorpion de novo. 

Não queria que o blog ficasse tanto tempo desatualizado, mas infelizmente não estou sendo capaz de conseguir contéudo de qualidade, por isso essa publicação. Vamos dar um break, sim? Não um kit kat break. Não que um kit kat break seja ruim, pelo contrário. Mas um break. A gente se vê daqui a algum tempo. Beijo!

9 de novembro de 2016

Relatos de uma universitária intermunicipal

Ontem eu fui conversar com a psicologa da faculdade e ela me recomendou uma terapia clinica. Não fiquei surpresa. Fiquei aliviada que alguém tenha me dito o que eu queria ouvir. Afinal de contas, isso me fez perceber que eu não estou errada, o que é errado é eu tentar passar por cima de todo problema que acontece na minha vida, ignorar, superar... mas no final a gente percebe que na verdade eu estava guardando tudo aquilo dentro do peito, camada sobre camada, até se tornar uma grande e antiga rocha, com risco de desabar de uma montanha alta.

Há dois anos atrás uma série de acontecimentos fez com que 2014 fosse o pior ano da minha vida, e eu devo tudo isso a uma única pessoa. Infortunamente, hoje sou obrigada a conviver sob o mesmo transporte com essa pessoa. Como diz aquela música "agora eu pago os meus pecados por ter acreditado que só se vive uma vez". A gente não vive só uma vez. A mesma desgraça pode acontecer repetidas vezes, em situações diferentes.

Eu ainda me lembro como era, não é tão díficil quando se tem o gostinho estragado do medo e da insegurança na língua, o sentimento de que nada vai dar certo, de que o melhor a se fazer é silenciar-se e fazer-se de invisível. Como se eu já não estivesse fazendo isso, certo? Errado. Há muito tempo evito fazer amizades, aproximar-me fielmente de alguém. Quem sou eu na fila do pão? Ninguém, até porque eu não estou na fila do pão, estou em casa, estudando, dormindo ou fazendo comida, evitando contato com pessoas de fora, evitando problemas. A gente sabe que isso nunca da certo.

Então passo uma madrugada chorando, em meio a soluços pergunto o que há de errado comigo para minha mãe, dizendo que eu mereço tudo de ruim que acontece comigo, que eu deveria fechar a boca e só aceitar, porque eu sou a ruindade materializada em ser humano. Tudo isso consequencia de 3 horas de viagem que eu faço todos os dias há um ano. O problema das pessoas ruins é que elas não aceitam quando suas vítimas vem tirar satisfação. Quem é que ja fez isso antes? Tudo que sabem fazer é negar. São inocentes. Sinto que preciso alimenta-los e protegê-los, pois não sabem o que fazem, são como bebês na creche, querendo brincar num brinquedo que já está ocupado, mas estão impacientes para esperar por mais tempo.

Preocupa-me somente a mim mesma. Tenho força e fraqueza, geralmente mais fraqueza do que força, pois causa em mim tremedeiras, formigamento nas mãos e pés, nó na garganta, isso quando a pressão não cai, que aí eu sinto como se fosse desmaiar. Em meio a alegrias, as maiores modas são de tragédia na minha vida, e eu sinto que num mundo desses, a única coisa que me resta é ser diferente e acreditar no ser humano, tentar ver por outros lados e entender que as vezes a pessoa não é cruel porque quer, mas sim porque é a única coisa que ela pode ser.

27 de outubro de 2016

Dicas para o cerebro funcionar melhor


Depois de anos de experiência, luta e tudo mais, posso dizer hoje que não, ainda não cheguei aonde queria estar, mas que estou no caminho. Paciência, né? Uma coisa que aprendi nesse meio tempo é que ter dificuldade em algo não é desculpa para evitar... é claro que quanto antes pegarmos algo para aprender, melhor, devido a quantidade de neurônios que temos (quanto mais envelhecemos, menos neurônios nós temos, e neurônios são os responsáveis pela memória armazenada, capiche?). 

Existem várias maneiras de fazer com que o cerebro funcione melhor e que ele permaneça jovem, pronto para uma nova recarga de conhecimento expontâneo e ajudando principalmente na memória. 

Uma das maneiras está na nossa alimentação, óbvvvvio. A proposito, vocês sabiam que a canela é um estimulante cerebral? Cientistas fizeram o teste em camundongos e eu fiz em mim mesma, talvez seja psicologico, mas sempre que bebo água com pó de canela alguns minutos antes de começar a estudar, o meu rendimento melhora bastante. Além da canela, outro estimulante cerebral natural encontrado em alimentos que eu sou adepta é ômega 3, encontrada principalmente em peixes. É ótimo para preservar nossos neurônios. Se você é vegetariano ou então não gosta de peixe, você pode comer linhaça, nozes, chia, etc, que também possuem Ômega 3.

Fora a alimentação, tem algumas dicas que podem ser consideradas como passatempos, mas um passatempo a nosso favor, não um passatempo daqueles que matatempo. Sou superadepta a caça-palavras, até porque em uma lojinha de 1,99 da minha cidade, tem aquelas revistas feitas com papel jornal que custam R$0,99 cheia de caça-palavras, ou palavras cruzadas. Esses exercicios estimulam o cerebro, quanto mais você exercita o cerebro, mas forte ele fica. É como ir a academia, mas uma academia intelectual.

Substituir a calculadora por calculos mentais quando estiver no mercado, estar sempre lendo um livro após o outro, senão dois ao mesmo tempo (tentar lembrar do enredo de uma história enquanto esta lendo outra força o cerebro a trabalhar mais) e estar sempre procurando exercícios para o raciocínio lógico. Boole não teve um todo trabalho ao estudar a lógica pra gente chegar nos dias de hoje e ter preguiça de pensar de uma maneira mais refinada ao se deparar em uma situação em que os calculos matemáticos não sejam suficientes... por favor, né?

Se você está com dificuldades na escola, na faculdade, pagando mico e perdendo amizades pela falta de memória, sugiro que deixe um pouco de lado esse celular, a facilidade que os tempos modernos nos proporcionam e ir atrás de alguns desafios, algumas complicações. Mas não se prenda apenas ao que citei aqui nessa postagem, eu escrevi baseado nas minhas rotinas... existem mil outros alimentos e exercícios cerebrais por aí, é só procurar.