textos

No meio do caminho tinha uma padaria

15:47

Foram três ou quatro passos até eu juntar meus pés e num impulso pular nos seus braços, girou-me, repetiu o ato e colocou-me sentada na sua perna direita. Me deu um beijo na bochecha e eu fiquei vermelha de um jeito impossível de disfarçar, demos risada. Ele é 220, e eu 110, mas quando a gente fica junto, algum transformador me fazia ser 220 também, e então estávamos ele e eu, escondendo os olhos do sol das 3h da tarde e tirando o cabelo do rosto que o vento insistia em tirar do lugar. – A gente precisa ir. – Ele disse.

Então fomos subindo a ladeira, um ao lado do outro. Respiração ofegante, me pega no colo? Mas ele também estava cansado: não presta pra nada... pra me provar o contrário me pegou no colo e me deixou de cabeça pra baixo, a minha blusa praticamente saiu de mim, e assim que se deu conta do que estava acontecendo, me colocou no chão e conferiu se estava tudo como deveria estar. – Troglodita, sai de perto. Mas eu adoro isso, adoro o jeito que ele me pega e me chacoalha, e me coloca de cabeça para baixo como se fosse a coisa mais simples do mundo... eu se quer consigo carregar um pacote de arroz. Ufa.

No meio do caminho tinha uma padaria, eu adoro padarias, ele pegou dois sucos industrializados de tangerina, apesar de eu ter dito que não queria, ele pegou dois. Espero que a sua sede esteja grande o suficiente para precisar de tudo isso, por que eu não vou colocar esse veneno no meu corpinho de jeito nenhum. Mas me rendi, não sei se era o momento ou o maravilhoso cheiro de tangerina, eu bebi sim o suco industrializado, e ele estava do jeito que deveria estar: delicioso, assim como esse olhar de quem me adora de dentro pra fora.

Meu melhor amigo, você iria embora se eu te dissesse para não ir? São José do Rio Preto tem uma mania de arrastar para ela todas as pessoas que eu amo. Coçou a cabeça com uma expressão preocupante no rosto, seguida de um curto e pesado “depende”. Rolei os olhos como quem já esperava por isso e cruzei os braços ultrapassando seus passos no escuro, me pegou pelo braço ao notar que eu estava sem saber o que fazer, será que ele sabe que eu iria embora assim que percebesse que eu faria falta em sua vida? Será que ele é bom o suficiente para fazer com que eu me sinta mal por causa disso?

Tsss” fez o isqueiro azul. “Você tem um fogo interior, mas o coração é congelado”, chequei o celular pela primeira vez e não tinha nenhuma mensagem dele, não é como se eu estivesse esperando alguma coisa, afinal, as últimas horas eu não passei sozinha. Fecho os olhos e sinto a cor cinza desfazer-se gradativamente na minha frente, não vejo, mas imagino, assim como todas as coisas que ele poderia me dizer, mas não disse.

You Might Also Like

0 comentários

Oi!! Deixe seu comentário na caixinha dizendo o que achou do post, do blog ou simplesmente tirando alguma dúvida.
Para avisos sobre memes ou selinhos, comentem na página de selinhos (clique no link "Selinhos" lá em cima), por favor. Se não eu nunca vou responder por pura distração :\
Se quiser fazer uma troca de links, ou seja: parceria, comente na página "Mais blogs". O link está lá em cima, perto do link "Selinhos", vou adorar ter parceria com o seu blog :)
Então, é isso. Obrigada por comentar, volte sempre!

Cadastre-se no blog

SUBSCRIBE

Já me visitaram