graciliano ramos

Resenha - Vidas Secas, de Graciliano Ramos

22:41

Foto de Skoob
Ciclo da vida

Quando estamos na escola é comum o/a professor/a de Literatura pedir a leitura de determinado livro. Esse livro específico normalmente é um clássico importantíssimo por retratar tão fielmente uma época. A história pode até ser boa e interessante, porém a linguagem do livro é completamente diferente, a escrita, por mais irônico que pareça, torna-se um empecilho. Se a leitura for feita será preguiçosa e desleixada, e muitos apelam para resenhas na Internet (não estou certa?). Lógico que há exceções, todavia a maioria é desse jeito, e eu me incluo nela. 

O livro Vidas Secas conta a história de uma família sertaneja, que vive numa seca constante. É uma família composta por um pai, chamado Fabiano, uma mãe, sinhá Vitória, dois filhos, que são chamados de O Menino Mais Velho e O Menino Mais Novo, e uma cadela chamada Baleia. Eles ficam vagando à procura de terra fértil e possível de ocupação.

Minha leitura do clássico nacional Vidas Secas, de Graciliano Ramos, foi bem monótona, mas tranquila. Os personagens são brutos, aparentemente insensíveis também, porém consegui perceber ao longo da leitura que isso não é verdade. Por conta dessa falta de tato deles não há muito diálogo no livro, e sim onomatopeias.  Os eventos do livro não possuem ligação explícita, um capítulo não se liga ao outro, o que é confuso a princípio. 

Apesar da falta de diálogos, o livro mostra os pensamentos de cada um em diferentes capítulos, nos dando uma visão mais detalhada da relação que eles possuem. Um ponto que gostaria de ressaltar é que estes personagens – Fabiano, sinhá Vitória, O Menino Mais Velho, O Menino Mais Novo e Baleia, pois esta pensa sente e sofre como todos os outros – são reais. Todas as angústias, as raivas, as atitudes que eles têm são as mesmas que nós sentimos no nosso cotidiano, mas que geralmente são omitidas em livros.

É um livro de leitura um pouco tediosa, porém não impossível. Somos obrigados a refletir sobre nossos costumes, sobre tanta coisa que possuímos e nem nos damos conta; sobre o nosso sedentarismo ou apenas a falta de coragem de sair do lugar que nos aprisiona a nossa vida medíocre comparada a dessa família, que sobrevive com tão pouco e sonha com menos ainda.

"Vivia longe dos homens, só se dava bem com os os animais."

Escrito por Bianca R. Batista


You Might Also Like

0 comentários

Oi!! Deixe seu comentário na caixinha dizendo o que achou do post, do blog ou simplesmente tirando alguma dúvida.
Para avisos sobre memes ou selinhos, comentem na página de selinhos (clique no link "Selinhos" lá em cima), por favor. Se não eu nunca vou responder por pura distração :\
Se quiser fazer uma troca de links, ou seja: parceria, comente na página "Mais blogs". O link está lá em cima, perto do link "Selinhos", vou adorar ter parceria com o seu blog :)
Então, é isso. Obrigada por comentar, volte sempre!

Cadastre-se no blog

SUBSCRIBE

Já me visitaram