livros

Resenha - O Guia do Mochileiro das Galáxias, Douglas Adams

08:00

Olá,

Como está?

Para o dia de resenha de hoje, escolhi um livro popular e excelente. Espero que goste!


Foto de Wikipedia
Viagem pelo infinito

O quê você faria se soubesse que o planeta Terra iria ser destruído em poucos minutos? Tentaria se salvar ou aproveitaria o seu pouco tempo de vida? Ficaria quieto à espera da morte ou de um milagre? Entraria em pânico sem reagir? Arthur Dent, um dos protagonistas do livro O Guia do Mochileiro das Galáxias, escolheu a última opção, se pudermos, é claro, dizer que ele pôde escolher algo.


Depois de tomar conhecimento da demolição de sua casa na Terra, Arthur tenta convencer o responsável da obra de fazer o contrário. Sem progresso seu amigo Ford Prefect, suposto ator desempregado que, na verdade, é um extraterrestre fazendo pesquisa de campo, aparece para lhe dar uma notícia bombástica – que o planeta que Arthur chama de lar acabará em menos de vinte minutos – para o desespero do mesmo.


A destruição da Terra acontece logo no primeiro capítulo, deixando os leitores à deriva a partir do segundo, o que é incrivelmente ótimo. Os personagens entram escondidos na nave dos Vogons, um povo que não é muito hospitaleiro e que se deveria evitar contato, após a destruição e ficam tentando encontrar uma maneira de fugir sem morrer. Eles conseguem isso, o que não é surpresa já que nessa parte não chegamos nem na página 50 do livro, e vão para em uma nave movida a Improbabilidade Infinita, onde tudo de mais improvável acontece. 


Nesta nave chamada Coração de Ouro, nós conhecemos mais três personagens que também se tornam protagonistas: Zaphod Beeblebrox, um cara completamente irreverente e instigante, Trillian, uma humana misteriosa e reservada e Marvin, um robô com personalidade depressiva. Todos eles passam pelas mais diversas situações, tentando evitar o pânico, que desde o início é dito para não existir, por não haver necessidade, pela capa do Guia do Mochileiro, um livro real na história contendo informações sobre todas as galáxias.


Todo o livro é narrado de forma agradável e rápida, com capítulos não muito extensos, mas também não muito curtos, um meio-termo perfeito. Por ser o primeiro livro da série, há muito para se descobrir, portanto a falta de informações é algo normal, apesar de que há várias partes que seriam como notas de rodapé, para o leitor que não conhece as galáxias conseguir entender melhor a situação narrada.


O boato de que Douglas Adams possui um humor irreverente e original é verdadeiro. É impossível não rir dos pensamentos dos personagens em determinadas horas, nem dos absurdos que acontecem no decorrer do livro. E também é verdade aquele outro boato que dizia que o Adams fazia inúmeras críticas à sociedade em seu livro. Muitas vezes conseguimos nos identificar tanto em uma situação que até esquecemos que tudo ali se passa – aparentemente – em outro planeta, outra galáxia, outro contexto que Douglas Adams criou, mas que se parece extremamente com o que vivenciamos.



Seria um ato quase que violento não recomendar esse livro, na verdade, não chega a isso, mas seria sim um ato egoísta guardar a minha ótima impressão do livro. O Guia do Mochileiro das Galáxias é original, surpreendente e reflexivo, nos faz pensar e relacionar tantos assuntos que perdemos a conta. Além disso, ele diverte e emociona. É um livro completo.


"Aqueles que estudam o complexo inter-relacionamento entre causa e efeitos na história do Universo dizem que esse tipo de coisa acontece o tempo todo, mas nós não podemos fazer nada.
  - A vida é assim mesmo - dizem eles."

Escrito por Bianca R. Batista


You Might Also Like

0 comentários

Oi!! Deixe seu comentário na caixinha dizendo o que achou do post, do blog ou simplesmente tirando alguma dúvida.
Para avisos sobre memes ou selinhos, comentem na página de selinhos (clique no link "Selinhos" lá em cima), por favor. Se não eu nunca vou responder por pura distração :\
Se quiser fazer uma troca de links, ou seja: parceria, comente na página "Mais blogs". O link está lá em cima, perto do link "Selinhos", vou adorar ter parceria com o seu blog :)
Então, é isso. Obrigada por comentar, volte sempre!

Cadastre-se no blog

SUBSCRIBE

Já me visitaram