férias

De volta ao Brasil!!! eeeeeee

16:38

É isso mesmo que vocês leram no titulo do post, galera! Adivinha quem voltou a respirar o mesmo ar quente, seco e poluído que vocês? Eu mesma, e estou muito feliz por isso, confesso. A viagem durou aproximadamente 3 meses, eu, minha irmã, meu irmãozinho e minha mãe fomos para Palestina visitar a vóvó e todos os parentes da minha mãe que a gente praticamente não conhecia desde que eu tinha três anos de idade.

Deixa eu contar como é lá?

Bom, pra começar, lá é lindo, mas totalmente diferente do Brasil, como já era de se imaginar. A religião da maioria do povo árabe é o islamismo, o que nós usamos é a mesquita, um lugar muito lindo onde a gente coloca nosso tapetinho e reza cinco vezes por dia (em horários diferentes), mas você não precisa rezar essas cinco vezes na mesquita, a maioria das pessoas fazem isso em casa mesmo, só que na sexta-feira é o contrário, como é o dia sagrado dos muçulmanos, lá tem a tendência de ficar lotado de pessoas, principalmente no Ramadan (que eu passei lá). 

Pra quem não sabe o que é o Ramadan, é o mês sagrado dos muçulmano. Nós ficamos um dia inteiro (durante 30 dias, ou conforme a lua) sem comer e beber nada, nem tomar injeção, nem tomar remédio, anestesia... nada. Mas existem exceções, é claro que se você estiver grávida, doente, ter diabetes ou essas doenças que você precisa tomar remédio todos os dias, você não pode fazer jejum, chega a ser considerado pecado, porque você estará fazendo mal para si mesmo, morrendo... É o mês em que você deve ler o alcorão mais vezes, se dedicar a Allah, a família, a caridade com as pessoas que não tem o que você tem, se livrar dos pecados capitais e dos outros pecados também... Enfim, basicamente é isso.

As ruas são todas tortas, juro! A região toda é montanhas, montanhas e mais montanhas, as decidas são assustadoras, e as subidas então... as vezes eu achava que o carro ia começar a deslizar do nada pra trás. Fiquei três meses andando de carro no banco de carona segurando o vomito, é como estar em uma montanha russa, só que sem cinto de segurança, porque lá ninguém usa, nem é obrigatório. Sobre dirigir, até as criancinhas, tipo, da idade do meu irmão dirigem. Eu me senti uma burra lá que não sabe ligar o carro direito.


Nós fomos para Jerusálem, Belém, Mar Morto e muito mais. Foi tudo muito divertido, o único probleminha eram os israelenses, que complicam muito. Sabe aquela pessoa que tem mais armas, mais dinheiro e mais poder e de repente passa na pobre cabecinha dela "ahhhh, vou foder com essa porra toda mesmo porque eu posso". Os israelenses são tipo isso... chegaram do nada na terra sagrada, criaram várias fronteiras para dificultar a chegada a esses lugarem onde nós fomos, roubaram as melhores terras dos árabes e se alguém reclamar disso vai pra prisão e fica lá sendo torturado até morrer. Eles estão armados em todos os lugares, jipes de guerras estão estacionados nos caminhos, passando pelas fronteiras... Eles assustam. E minha mãe me contou, que quando algumas mulheres começam a gritar de noite do jeito árabe (eu não sei explicar como é, é como uma cantoria), é tipo um sinal para os jovens que estão nas ruas se esconderem, porque os israelenses estão passando lá pela aldeia com o jipi de guerra, e se ver algum homem, jovem, saudavel, árabe, eles jogam dentro do jipi, mandam pra prisão e deixa ele lá, torturando todos os dias. O motivo? Ele ser árabe.

De arrepiar, não é mesmo? Eles dificultam tudo para os árabes. muçulmanos e para quem esta contra eles.

Quanto as roupas... tudo o que mais me perguntam é "Laaaaaaaai, você gostou de usar lenço e burca????". Primeiro: eu não usei lenço, só usa quem quiser, não é obrigatório. Segundo: Burca não é da minha religião. Não que eu saiba. Os países árabes são muito ricos, você já chega lá e vê aquelas mulheres que de tão bem vestidas que estão, até parecem puras, como se acabaram de cair do céu. Os lenços são coisas lindas, as roupas são tão ricas, tão admiráveis, o respeito que as pessoas tem pelas mulheres, que as mulheres tem sobre si mesma, é de dar inveja. Elas não mostram o corpo, não se insinuam para os homens, não fazem nada dessas putarias que as brasileiras manjam. É lindo, é admirável.

E quanto ao casamento... Não são os pais que montam o tal do casamento. Eu fui a um lá em Palestina, a festa dura no mínimo três dias e no máximo cinco, quem paga tudo é o noivo. A festa, a decoração, o vestido da noiva, as roupas que a noiva vai usar depois que eles se casarem, sim, porque além de todo o ouro que ele dá no último dia de festa, que é o casamento oficial, ele deve comprar duas ou mais malas de roupas e sapatos, uma de verão, e outra de inverno, e antes de casar tem que ter uma casa comprada e mobiliada pronta para receber os recém-casados e futura família. E olha que os homens fazem isso com todo o amor do mundo, tá?! Sem reclamar. Eu ouvi alguns dizerem "eu amo essa menina, eu quero me casar com ela, mas eu preciso ser rico antes" sem ao menos nunca ter conversado com ela. O amor lá não nasce por causa do corpo, do dinheiro, ele nasce pelo respeito, pelo amor mesmo. Vai aparecendo o pretendente pra moça e ela que decide se quer se casar com ele ou não, assim, só de olhar "gostei desse, vou levar". E não, eu não me casei pelo motivo mais obvio do mundo::::: eu tenho dezesseis anos de idade gente, hello!! 

Enfim, resumidamente, é isso. Eu precisava postar logo no blog, cheguei no sábado passado, dia 18, mas não tinha internet em casa. A viagem de Palestina até Aparecida do Taboado durou 3 dias, de carro, de avião, com parada em Dubai, de ônibus... Nós trouxemos 11 malas de lá e não avisamos para ninguém que voltaríamos. Quando fomos na escola segunda-feira, uma professora tinha morrido e então a gente nem se deu o trabalho de entrar na escola, no dia seguinte, eu me senti num seriado... as pessoas apontando para mim e cochichando no ouvido da pessoa ao lado "aquela é a Laiali? Ela voltou" e uma celebridade, quando todo mundo gritava ao me ver e vinha me abraçar fanaticamente. A sensação de surpreender alguém é muito legal, recomendo de verdade! 

Espero que tenham gostado do post, ainda vou postar algumas fotos que eu tirei lá aqui no Blog e matar a saudade de escrever para vocês, juro <3
Bjinhos da árabe gaúcha brasileira, Laiali

You Might Also Like

13 comentários

  1. Seja bem vinda outra vez!

    Beijinhos

    Participa do SORTEIO de um Óleo Moroccanoil, o Melhor Óleo de Argan do Mundo!!!
    http://territoriorosa.blogspot.com.br/2013/08/sorteio-moroccanoil-oleo-de-argan.html

    ResponderExcluir
  2. Tu é sortuda, só isso, UHASUHSAHUSAHU' Eu daria de tudo pra sair do Brasil .-. Adorei as fotos, realmente é um lugar que eu iria adorar, HAHA' -qq

    Beijinhos,

    Juu-Chan ;3 | Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha obrigada, você ia adorar lá mesmo, tenho certeza. Bjosss

      Excluir
  3. Amei seu post, gostei principalmente quando vc faz uma comparação entrar a mulher árabe e a brasileira, até parece eu reclamando que as mulheres daqui usam mais o corpo do que o cérebro (claro que não são todas ).

    Que bom que vc voltou!!

    Bjuss Girl
    Apenas Um Diário Virtual :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As que não são assim são as que falam de quem são, ou seja: nós. Haha obrigada, bejuu

      Excluir
  4. Oi Laiali tudo bem ? Então gostei muito do seu post,bastante legal e bem feito, também achei muito interessante e bem diferente a cultura de lá e fiquei muito curiosa pra saber o porque que vocês se lambuzavam de lama pelo o corpo inteiro? beijos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Carol! Obrigada pelo comentário. Respondendo a pergunta: a lama do mar morto faz um bem danado pra pele. Nós passamos, deixamos secar, e depois quando enxaguamos o corpo, a pele tava meio que brilhando, como se eu tivesse acabado de sair de um spa caro de Miami.

      Bjosss

      Excluir
    2. preciso urgentemente fazer uma visita no mar morto!kkkk... muito interessante :) obrigada pela resposta !

      Excluir
  5. Nossa... Como eu ainda não tinha visto este post? Gostei muito... ^^ Bjks.

    ResponderExcluir
  6. Gostei bastante do post, Lai!! É bem interessante poder conhecer melhor outros lugares e outras culturas. Obrigada por compartilhar conosco o que você viu e aprendeu lá!! Parabéns ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário! Foi um experiência maravilhosa :)

      Excluir

Oi!! Deixe seu comentário na caixinha dizendo o que achou do post, do blog ou simplesmente tirando alguma dúvida.
Para avisos sobre memes ou selinhos, comentem na página de selinhos (clique no link "Selinhos" lá em cima), por favor. Se não eu nunca vou responder por pura distração :\
Se quiser fazer uma troca de links, ou seja: parceria, comente na página "Mais blogs". O link está lá em cima, perto do link "Selinhos", vou adorar ter parceria com o seu blog :)
Então, é isso. Obrigada por comentar, volte sempre!

Cadastre-se no blog

SUBSCRIBE

Já me visitaram