textos

Sem amor.

08:24


Eu não tenho melhores amigos, não tenho namorado, não tenho primas legais, não tenho pais legais. Tudo o que eu tenho são histórias, pensamentos passados pro papel, pro Word. Xicaras e mais xicaras de café, acumuladas na pia. Músicas legais, e ás vezes depressivas na play list, e alguns livros na estante.

Também tenho um cachorro, que não é tão meu assim, não escolhi o nome, e não posso colocar um laço legal nele. Tenho um celular, nokia x2 era febre á um ano atrás, e o odiava justamente por isso, todos tinham, ou todos queriam ter. Tenho sonhos, sonhos pra caramba. Mais do que você pode imaginar, e uma vontade enorme de vencer. De mostrar pro mundo que eu consegui, que eu posso, que eu sou.

Mas afinal, nem eu mesma sei quem realmente sou, o que realmente eu quero. Talvez eu seja mais uma blogueirinha de quinta categoria, que escreve textos meio dramáticos, meio apaixonados, cheios de amor, mas que não tem um amor. Aliás, quem sou eu sem amor? Continuo sendo apenas uma blogueirinha, que escreve textos, mas sem amor. O que é a vida sem amor? Os dias sem um suspiro, sem o coração acelerado. Sem brilho no olhar, sem sorriso no rosto, sem poesia pra narrar.

Sem amor, sem objetivo. Talvez como minha vó costuma dizer, eu seja uma desojetivada da vida. Nunca entendi os termos que minha vó criava, mas um ou outro se encaixava comigo. Não tenho objetivo, não tenho razão. O que eu tenho são apenas rotinas, como acordar, ir pra escola, e passar o resto do tempo comendo, dormindo, ou reclamando do rumo que a novela das 9h estaria tomando.

As novelas tomam rumos diferentes do que eu planejo. Grito, berro. Desisto de assistir. Mas no final sei, que uma hora ou outra, o mocinho vai ficar com a mocinha, e serão felizes pra sempre. Antes de assistir o final, já imagino toda a trama da novela, tudo vai ficar bem, eu sei. Mas acontece que na vida real não é assim, acontece que comigo não é assim. Não tenho um roteiro pronto, uma trajetória perfeita.

E trajetórias perfeitas, tem amor. Amor, amor, amor e mais amor. A gente respira amor, na novela tem amor, no jornal tem amor, na casa da vizinha tem amor, nas aulas de filosofia tem amor, nas músicas tem amor, no cemitério tem amor. Amor. Porque diabos vocês colocam amor em tudo? Eu não quero saber de amor.  Menos amor e mais café, menos amor e mais pegação.

Isso não é coisa que uma Escritora, com tramas apaixonadas, diga. Mas não quero romantismo, não quero fotos de casais na pagina inicial do facebook, e muito menos recados fofos, príncipe  e princesa. Castelos não existem no Brasil, caramba!!! Fui obrigada á aprender isso forçadamente, então não sou obrigada á lê isso. Desisto desse tal de amor.

Beijos, e até.
Angélica Pinheiro.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Amei o texto! De verdade! De certa forma o amor virou a coisa mais importante da vida, e ele é, mas todo mundo se esquece do amor ao próximo pra viver apenas o amor entre um homem e uma mulher! Mas olha o que o mundo está se tornando... uma lavagem cerebral, onde todos pensam igual! Bjkas.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, realmente. As pessoas colocam o amor em tudo, e esquecem de amar.

    ResponderExcluir

Oi!! Deixe seu comentário na caixinha dizendo o que achou do post, do blog ou simplesmente tirando alguma dúvida.
Para avisos sobre memes ou selinhos, comentem na página de selinhos (clique no link "Selinhos" lá em cima), por favor. Se não eu nunca vou responder por pura distração :\
Se quiser fazer uma troca de links, ou seja: parceria, comente na página "Mais blogs". O link está lá em cima, perto do link "Selinhos", vou adorar ter parceria com o seu blog :)
Então, é isso. Obrigada por comentar, volte sempre!

Cadastre-se no blog

SUBSCRIBE

Já me visitaram